Captura de tela do vídeo do YouTube com Daniel Kossmann

O melhor e o pior do trabalho remoto2 min leitura

Participei de um vídeo do canal do Felipe Elia respondendo qual era a melhor e a pior coisa do trabalho remoto.

Participei de um vídeo do canal do Felipe Elia respondendo qual era a melhor e a pior coisa do trabalho remoto. Trabalho remotamente desde 2011 e escrevi abaixo uma versão estendida das minhas respostas.

A melhor coisa do trabalho remoto

Para mim a melhor coisa é a facilidade de focar nas tarefas, porque praticamente não há interrupções externas. Essas interrupções podem ser muito comuns em um escritório, pois a qualquer momento alguém pode chegar ao meu lado e interromper ativamente o que eu estiver fazendo.

Trabalhando remotamente eu tenho praticamente um controle total sobre como eu recebo as requisições de outras pessoas. Para que nada fique constantemente tirando meu foco, costumo desabilitar qualquer tipo de notificação (visual e sonora) no meu computador e celular. A maioria das mensagens de chat ou e-mails não necessita de uma resposta imediata e se algo for urgente de verdade, a pessoa vai me ligar.

A pior coisa do trabalho remoto

Pode parecer meio contraditório para quem nunca trabalhou remotamente mas para mim, a pior coisa é a dificuldade de conseguir me desligar do trabalho. O motivo é bem simples: estando em casa, em poucos segundos consigo pegar meu notebook e voltar a trabalhar.

Sabe aquela solução para um problema que vem fora do horário de trabalho, num momento inesperado? Quando você trabalha remotamente é bem mais difícil controlar o impulso de querer resolver logo o problema.

Uma tática que utilizo é centralizar todas as atividades de trabalho em um quarto separado. Quando termino o horário de trabalho, fecho a porta deste quarto e só costumo abrir quando volto a trabalhar no dia seguinte. Assim o ambiente de trabalho e de lazer ficam fisicamente separados.

Vídeo com minhas respostas

O vídeo que o Felipe fez é um compilado de respostas de várias pessoas da comunidade de WordPress do Brasil. A minha começa no tempo 1min e 23s.

Default image
Daniel Kossmann
Daniel Kossmann é graduado em Magia Ciência da Computação pela UFPR e (in)formado em jornalismo cultural, desenho e tradução pela Universidade Kósmica, tendo obtido com louvor o título de Kosmonauta. Nas horas vagas, gosta de viajar para universos paralelos. Se você gostou dos meus textos, me ajude a escrever mais.

Você tem algo construtivo sobre este texto para dizer? Então comente abaixo

Faça parte do Kosmos!

Se inscreva na minha newsletter intergalática e receba conteúdo exclusivo!